quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Filósofa diz que é preciso retomar no país debate sobre ética

Yara Aquino – Repórter da Agência Brasil
Ao fazer uma avaliação sobre o atual momento político e social do país, a filósofa e professora da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Márcia Tiburi, disse que a palavra ética desapareceu do cenário e é preciso retomar debates sobre o tema. Ela também afirmou, em entrevista ao programa Espaço Público, da TV Brasil, que é necessário recuperar a associação entre ética e política.

“É importante politizar tudo, falar de política, denunciar tudo que há na política, mas é bom voltar a uma conversa sobre ética. A palavra ética desapareceu no cenário, não existe mais debate sobre isso, parece que é um assunto ultrapassado, mas temos que voltar a casar ética com política. Se não for ética, pelo menos uma etiqueta para tirar esse tipo de produção antipolítica do cenário, criando as mínimas condições de discussão para que haja alguma modificação no cenário”, disse.

Na opinião da filósofa, o Brasil vive um momento de perda da noção de democracia e esse conceito terá de ser reconquistado. “No tempo presente já perdemos a noção de democracia. Nós não temos isso no Brasil hoje. Não se trata nem de tentar manter a democracia, vamos ter de reconquistar a democracia”.

Autora do livro recém-lançado "Como conversar com um fascista – Reflexões sobre o cotidiano autoritário brasileiro", Márcia Tiburi, disse que os meios de comunicação conduzem os afetos populares e levam as pessoas a terem pensamentos mais democráticos ou mais autoritários. “É como se se os meios de comunicação administrassem regimes de pensamento numa cultura de ausência de reflexão isso é um poder inacreditável”, disse.

Edição: Maria Claudia